Como Fazer um Press Kit?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Uma das primeiras coisas que aprendi ao começar a trabalhar com músicos e artistas foi sobre a importância do Press Kit, também conhecido como Kit de Divulgação. Porém o Press Kit não é um termo ou gíria específica do mercado musical.

O termo Press Kit é muito utilizado pelo marketing das empresas na divulgação de seus produtos e serviços para a imprensa. E para bandas, músicos e DJs não é diferente, afinal a música é um produto do mercado musical.

Se o seu desejo é que a sua música chegue para o maior número de pessoas, você certamente vai precisar de um Press Kit, pois ele é fundamental para profissionais da imprensa. Ou você realmente acredita que as bandas que saem no jornal é fruto da busca minuciosa do jornalista no feed de notícias na sua fanpage do Facebook? Pouco provável.

Primeiro as primeiras coisas: para quem é o meu kit?

Para começar, é necessário que você tenha uma versão eletrônica deste kit, bem organizado, enxuto e que esteja disponível para quem desejar – principalmente no site do seu empreendimento musical.

Tenha certeza que lá ele será muito melhor acolhido do que um arquivo anexo e altamente suspeito na caixa de entrada do seu interessado, especialmente se for um e-mail não solicitado. Sem falar na chance de cair na caixa de spam.

A primeira coisa que você deve ter em mente ao produzir o seu Press Kit é: “para quem eu estou produzindo este kit?” Se a sua intenção é que ele chegue na principal jornalista da maior revista de música do Brasil, você vai disputar a atenção com dezenas, centenas ou até milhares de materiais vindo de outros músicos.

Como eu vou me destacar? Como eu vou causar uma boa impressão, do começo ao fim? Como vou ajudar ela a ganhar tempo com meu material? Como posso ajudar ao máximo o trabalho dela?

Sempre se coloque na mente e corpo da pessoa que irá receber seu material. Imagine o quanto a vida dela é difícil, corrida, sem tempo para nada e procure facilitar ao máximo, tanto para ela como principalmente para quem irá ler. Sempre pense em quem vai consumir a informação. O jornalista sabe quando uma matéria vai agradar seu leitor, então ajude.

Você também terá apenas dois dos cinco sentidos do corpo humano para usar a seu favor: visão e audição. Na audição você terá que expor ela a um tempo maior, então procure encantar seu leitor pela visão. E como fazer isso?

Onde Eu Faço um Press Kit?

Existem diversas ferramentas para edição de textos e imagens no mercado, umas simples, outras medianas e outras mais complexas. Use o que estiver ao seu dispor. As minhas favoritas são:

Canva

O Canva é uma ferramenta online gratuita e de fácil utilização. A própria ferramenta apresenta modelos para você utilizar (não necessariamente de press kit) o que facilita muito o processo de paginação e formatação do layout.

A grande vantagem do Canva é que ele é gratuito e exporta em formato .pdf, além de ser prático, intuitivo e simples. Clique aqui para criar uma sua conta.

InDesign

Ferramenta profissional epago da Adobe, exporta no formato .pdf interativo e com alto grau de profissionalismo.

Posso fazer no Word? Se você quer ter chances reais de ser notado, a resposta é não.

Não pode. É impossível ganhar a atenção de alguém através de recursos visuais entregando um arquivo .txt ou .doc.

Se não tiver como, pelo menos tenta enviar no formato .pdf, bem formatado. Regras: nunca ultrapasse 5MB de tamanho e o formato ideal é PDF Interativo, o famoso .pdf.

Você pode baixar e testar a versão gratuita do InDesign por um período trial. Clique aqui para saber mais.

Lembrando que o InDesign é uma ferramenta profissional e será necessário você disponibilizar algumas horas do seu dia para aprender a usá-lo através de tutoriais no Youtube.

O que devo colocar no Press Kit?

Música

No momento em que for apresentar suas músicas, inclua inicialmente as 03 músicas mais revelantes do seu trabalho artístico de forma a pessoa possa ouvir e compartilhar facilmente. A estratégia básica de apresentação das suas músicas em um Press Kit é simples: arte do single + texto de no máximo 140 caracteres descrevendo o que a pessoa pode esperar + links para audição de uma playlist.

Uma playlist? Sim. Crie uma playlist nas plataformas e coloque o link no seu press kit. Outro ponto fundamental é dar opções de plataformas para audição. No exemplo abaixo eu isei o Spotify, Souncloud e Youtube.

Lançado em 19/09/14

Embalada pelo Hard Rock oitentista e com o refrão “Curtir, sem parar!”, o single atingiu 50 mil visualizações somente no youtube.

 

Posso colocar minha discografia? Pode, mas não dedique mais do que uma página do seu Press Kit para isso e seja breve: foto da capa do álbum/EP, nome, ano de lançamento, músicas de destaque e uma breve descrição. Simples assim e lembre-se que qualidade é sempre melhor do que quantidade.

A regra, principalmente aqui, é ser sincero. Não tente de forma alguma descrever um material de baixa qualidade como sendo de alta qualidade. A pessoa que ler e escutar vai perceber que você mentiu ou aumentou. Seja extremamente sinceiro, e se tiver material ruim, não mostre.

Fotografia

Um famoso ditado popular fala que “uma imagem fala mais do que mil palavras”. É assim que você deve pensar ao incluir fotografia no seu Press Kit. Utilize fotos em alta resolução para ocupar páginas inteiras.

Geralmente as fotos ocupam a transição de conteúdos, por exemplo, quando concluir a parte da música e passar para o vídeo, use uma imagem que ocupa toda a folha.

Um sacada muito interessante é fornecer um link para a pessoa acessar arquivos de fotos. Uma vez me enviaram uma pasta pública no Dropbox com diversas opções, com opções verticais e horizontais dos mais variados tamanhos.

No momento eu não entendi, mas depois eu saquei que aqueles diferentes tamanhos era para se encaixar em qualquer diagramação. Foi incrível.

Eu sei que dá trabalho, mas que é um grande diferencial, isso é. Nesses formatos a imagem se adapta em qualquer lugar. Caso você queira saber os tamanhos, vou deixar aqui, em pixels: 300×600, 160×600, 336×280, 120×600, 300×250, 320×100, 180×150, 320×50, 250×250, 240×240, 200×200, 468×60, 728×90, 970×250, 1200×628, 1200×1200.

E para finalizar, procure variar nas fotos e se preocupe com qualidade, nada de amigos que se dizem fotógrafos e lhe entregam fotos sem tratamento. Dicas de quais fotos ter para divulgação:

SHOW

Procure profissionais com equipamento de qualidade para captar as luzes e movimentos.

ESTÚDIO

Fotos com fundo neutro, preferencialmente já recortada e em formato .png é o básico necessário.

ARTE

Mostre que além da música sua banda manda bem na arte visual que compõe o trabalho

Biografia

Incluem informações básicas sobre a sua trajetória e qualquer informação relevante sobre seus lançamentos. Procure encontrar um equilíbrio entre o envolvente, o divertido e o informativo, com fatos que um jornalista precisaria saber sobre a sua música, dando a ele opções para publicar as melhores histórias.

No começo, opte pelo release. Um bom release não pode ter mais do que 320 palavras e deve estar distribuído entre 3 a 4 parágrafos.

Se você não consegue resistir à tentação de referir a si mesmo como “épico” ou “o maior músico do seu tempo”, talvez seja bom recrutar um amigo para escrever uma biografia para você, ou contratar um escritor de música para contar a sua história.

Vídeos

Se você perguntar a qualquer profissional de marketing sobre qual tipo de conteúdo criar para seu fã, imprensa e produtores, ele com toda a certeza irá falar sobre vídeos. A tendência é esta e não tem como fugir. E é assim, as pessoas (no caso, seus futuros fãs) vão seguir essa tendência, ou melhor, já estão seguindo.

E você não precisa ir muito longe para enxergar isso: abra seu Facebook para notar vídeos feitos por pessoas comuns, com milhões de visualizações. Aposte em vídeos para mostrar o seu trabalho e seu alcance irá aumentar naturalmente.

Para o seu Press Kit, separe os três vídeos com mais visualizações. A aposta aqui é ganhar autoridade: mostrar que você produziu um conteúdo com milhares ou milhões de visualizações. Sabemos que não é fácil e talvez demore muito para isto acontecer. Mas o ponto é: não desanime.

Caso seus vídeos não tenham muita visualizações, aposte na lista de inscritos. Ter um canal no Youtube com conteúdo constante e com um número interessante de inscritos pode ser algo a ser mencionado. Melhor do que visualizações de vídeo é quantidade de pessoas inscritas no seu canal.

Para fins de Press Kit, coloque no máximo três links para vídeos, destacando no título o que o leitor irá encontrar nele. Eu acredito que um vídeo com seu clipe e um vídeo com uma apresentação ao vivo seja o mínimo. O outro fica por sua conta: uma session em estúdio, um acústico… procure no youtube por alguns artistas grandes e irá notar várias práticas. Use isso para se inspirar.

Com relação a apresentação no Press Kit, use uma thumbnail para ilustrar o que a pessoa visualizaria ao assistir ao vídeo e um título com a descrição. Procure colocar na thumbnail um ícone de play, para mostrar que ali é vídeo. Não esqueça de colocar o link no seu .pdf interativo.

Links Externos

Não esqueça de colocar links relevantes para acesso externo ao material, principalmente aqueles de redes sociais. Vou te contar uma coisa importante.

A mídia e o mercado musical buscam audiência. E pare de negar, você também precisa de audiência para viver de música. É um erro pensar ao contrário ou ignorar isto. Você precisa criar relacionando com as pessoas e hoje a tecnologia nos oferece dezenas, centenas de formas diferentes para criar relacionamento com as pessoas. O sabendo lidar com isso, sua audiência cresce e as coisas ficam mais fáceis.

Nos links do seu Press Kit, utilize links externos apontando para as redes sociais. Quais? Fica por sua conta. Quantas redes sociais você consegue dar conta? Lembre-se de que nada adianta estar em tudo mas ao mesmo tempo não atualizar. Se não vai ter condições de tuitar todo dia ou a cada dois dias, melhor não abrir uma conta no Twitter. O mesmo vale para o seu Facebook.

Cobertura Midiática Passada

Também conhecido como clipping, estas citações na mídia é muito importante. Muito mesmo. Quando você chama a atenção de uma mídia, é mais fácil aparecer em outras.

O ideal é que tenha no mínimo três passagem por jornal, revista ou portal de internet. Isso irá ajudar na parte de autoridade também. Um próximo profissional vai ver que o espaço foi dado, que o conteúdo foi legal, que a banda soube se comportar e ser interessante no material, e isso pode ajudar. Além de ser um elemento visual chamativo, a própria matéria já conta um pouco da história do seu trabalho, daquele momento.

Informações de Contato

Parece óbvio, mas nós já recebemos vários materiais sem informações de contato.

Inclua informações de contato da sua banda, além de contatos para a contratação de reservas e para responder a questões da mídia, caso outra pessoa lida com essa área.

Mostre que você é profissional. Uma grande sacada para você usar é filiar-se a um estúdio ou coworking para ter um endereço comercial, com telefone para contato (eles anotam recado) e também espaço para reuniões.

A média destes locais varia de R$30 à R$70 por mês. É um custo muito baixo em troca de algo maior. Caso você tenha um estúdio ou produtora, comece a oferecer este serviço para as bandas.

Importante

Outro ponto importante já foi dito e eu vou relembrar. Saiba para quem o seu Press Kit irá chegar. Por que?

Uma informação importante para um produtor de festivais e eventos é diferente da mulher da rádio, do jornalista, do cara da TV. Então formate seu Press Kit e desenvolva mais de uma opção. Vou dar alguns exemplos.

Se você está enviando seu Press Kit para uma produtora de eventos, querendo abrir o show de uma banda maior, o seu material deve conter necessariamente: mapa de palco, rider técnico e informações de contratação. Como assim?

Mostre que você tem capacidade e estrutura (mas tem que ter mesmo) para montar um flyer, para patrocinar um post no Facebook, gravar um vídeo para seus inscritos no Youtube, que você tem uma lista de e-mail com X pessoas, que você tem empresas terceiras para levar você, os músicos, a staff e seus instrumentos para tocar, que você tem um roadie contratado. Enfim, mostre-se competente e faça o possível para ser.

Importante: evite mentiras. Não diga que tem uma coisa quando não tem. Se você não tem essas coisas, pode começar hoje mesmo, procurando no mercado essa estrutura e fechar parcerias.

Agora, se o seu material está indo para a imprensa, como um jornal, revista ou portal na internet, procure enviar opções de imagens, vídeos e mais textos, com curiosidades sobre a banda, situações que despertariam o interesse dos leitores do jornal. E por aí vai.

E quanto aos Kits Físicos? Por Alyssa DeHayes

“Nos últimos cinco anos em que lidei com publicidade para bandas e gravadoras, eu nunca precisei de um kit de imprensa físico. Houve, no entanto, um monte de escritores que solicitaram cópias físicas de CDs promocionais.

Embora eu não recomende gastar o seu dinheiro em uma pasta extravagante de fotos brilhantes (o que é que alguém vai fazer com aquilo de qualquer maneira, digitalizá-los?) e parafernália promocional, eu recomendo ter CDs promocionais físicos (versões com artwork, se possível, ou CDs caseiros bem-feitos) e um um panfleto informativo com um link para o seu KEI claramente endereçados para indivíduos e estabelecimentos que precisem de submissões físicas.

Se você decidir incluir quaisquer itens promocionais, eu os faria pequenos e de baixo custo, como botões e etiquetas, ou pelo menos daria prioridade para um punhado de escritores de primeira linha que cubram o seu gênero na hora de enviar items maiores.

Enviar uma camiseta ou bolsa para alguém que pode nem mesmo gostar da sua banda não é usar de forma sábia o dinheiro precioso da sua banda. Guarde esse itens para vendê-los ou os envie mais tarde como um agradecimento aos seus apoiadores. Abstenha-se de quaisquer itens extras que não têm nada a ver com a sua banda, uma vez que eles podem ser vistos como suborno ou propina.

E, embora isso possa parecer óbvio, empacote todos os materiais físicos com segurança e coloque selos o suficiente neles.”

 
No Posts Found
Dicas e Sacadas

Como o Hábito Influencia a Música

Você sabia que o hábito pode ser responsável pelo sucesso ou fracasso de uma música? E que o hábito poderia explicar o motivo pelo qual

 

não vai deixar
seu autógrafo?

cursos gratuitos, networking, materiais de trabalho, diagnóstico, rede social... .. em 1 minutos você cria sua conta, é rápido