Estratégia de Marketing para Facebook de Músicos: Por que e Como Fazer?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Que você precisa postar sempre no Facebook, ter um ótimo conteúdo e atrair os fãs, você já sabe. Agora, o que ninguém quer te contar é: Como fazer isso? Por isso criamos essa estratégia de marketing para Facebook que vai te levar pra outro nível.

Tem muita gente por aí vendendo galinha da Angola como gavião. É fácil encontrar conteúdo sobre Facebook para Músicos, ou então “Marketing Musical”. Isso é o que mais se encontra hoje em dia.

O inferno não está cheio só de boas intenções. Mas também de “especialistas”.

Aqui não tem essa de chover no molhado. Preparamos um conteúdo único, que você vai poder baixar e aplicar o passo-a-passo na sua carreira musical.

Uma estratégia matadora que eu quero ver os seus resultados depois de aplicar. Não se trata só de “likes”. Se trata da qualidade disso, e o quanto de conversão e verdadeiro resultado você tem. 

Falhar ao planejar é planejar para falhar

Muitos de nós já ouviu isso. Contudo, isso não significa que todos ouvimos de verdade. Sempre queremos atalhos, estamos ocupados demais para o caminho todo. E mais tarde pagamos o preço.

Nós costumamos a ver muito disso nos artistas no Facebook. Algumas vezes, a mensagem que passam não tem um objetivo. Ou, eles não postam consistentemente (ou postam demais). Eles não estão curando conteúdo, ao invés de falar apenas de si mesmos.

Você mesmo pode listar uma série de erros comuns e de exageros. Nós podemos fazer muito melhor. Essa é a hora. Tudo começa com uma boa estratégia e cuidado com a continuidade, execução consistente.

Arregace as mangas. Vamos bem fundo no Facebook.

Trabalhar sem um plano é estressante. Isso tende a ser ineficiente e inefetivo. Você precisa acabar com aquela sensação de “querer dar certo mas não saber como” e trabalhar de forma inteligente.

“Bater asa não é voar”. O sucesso é estratégico.

Algumas vezes, simplesmente tentar algo novo e ver se funciona pode ser o suficiente. Aliás, sempre faça testes, veja o que funciona e o que não funciona.

Contudo, sem uma estratégia geral coordenada, seus esforços podem parecer desconexos. Sua audiência vai notar. Estratégia fazem os seus esforços serem intencionais. Farão com que seus esforços te levem mais perto de ter sucesso.

Em outras palavras, sucesso ao planejar é planejar para o sucesso. Simples assim.

Definindo suas Metas de Marketing no Facebook

Antes de saber o que fazer, você precisa saber por quê fazer. É mais fácil ter sucesso quando você dá a si mesmo uma meta para atingir.

Aqui vão algumas metas para seu projeto musical no Facebook:

  • Levar tráfego segmentado para o seu site.
  • Melhor a presença de marca da banda.
  • Construir um relacionamento com seus fãs.
  • Providenciar um atendimento à contratantes.
  • Gerar leads e conversões.

Primeiro e principalmente, é importante lembrar que o Facebook é uma plataforma social. É uma via de mão dupla em termos de comunicação. Trate isso de acordo. Você não está falando com as paredes.

Conheça a sua Audiência do Facebook

Isso vai te ajudar a entender com quem você está falando antes de começar uma conversa. Conhecer quem é sua audiência, no entanto, é um baita desafio. Felizmente, o Facebook tem as ferramentas de análise dentro da própria plataforma e existem outras ferramentas que tornam isso mais fácil.

Preste Atenção nas Conversas e nos TT’s

Essa é a maneira mais simples de conhecer sua audiência. Claro, ainda hoje, o Twitter é a melhor ferramenta para encontrar trending topics. Apesar de a audiência do Twitter ser um pouco diferente da que está no Facebook, o melhor lugar para entender o que está rolando é no Twitter.

Aqui vão duas formas simples de fazer isso:

  1. A forma antiga: Caia de cabeça no Twitter. Siga algumas contas de bandas parecidas e de pessoas que gostam dessas bandas do seu nicho. Se envolva nas discussões. Isso vai te dar uma ideia do que é importante para sua audiência.
  2. Use o Social Mention: Essa ferramenta freemium busca menções de uma palavra-chave que você escreve em blogs, vídeos, tuítes, fóruns e mais. Ela é meio estranha mas vai te dar uma ideia do que as pessoas estão falando sobre determinado tópico que esteja pensando em publicar.

Como Encontrar Informações de Audiência no Google Analytics

Google Analytics não vai mostrar os detalhes da sua audiência do Facebook diretamente. Contudo, vai te dar dados importantes de quem visita o seu site. Você quer que essas pessoas te sigam no Facebook também, não quer? Sabendo o que eles gostam, você vai atingir essa meta.

1. Entre na sua conta de Google Analytics e clique em Audiência. 

2. Clique em Interesses, aí em Visão Geral. Isso vai te dar informação detalhada sobre as paixões, hobbies e interesses dos seus fãs.

3. Depois, clique em Categorias por Afinidade. Isso vai te dar informações de visita mais específicas sobre os interesses do seu público.

4. Então, no In-Market Segments vai te mostrar em que tipo de indústria esses interesses se encaixam:

Quanto poder de informação. Não acha?

Faça uma Pesquisa

Talvez seja a maneira mais fácil de saber exatamente o que seus fãs querem.

  1. Registre-se no Google Forms ou Survey Monkey.
  2. Crie uma lista de perguntas simples perguntando o que seus fãs gostariam de ver na sua página do Facebook.
  3. Promova sua pesquisa nas mídias sociais e na sua lista de e-mail.
  4. Analise os resultados.

Fácil assim.

Temos materiais exclusivos – um guia, além de aulas sobre pesquisa de marketing, o principal ponto onde levantamos dados da persona, tribo, audiência, avatar (os termos podem variar).

Lembrando que a pesquisa não conclui, ela deve ser alimentada continuamente durante os meses com novas informações.

Lembra dos dados do Facebook e do Google Analytics? Hora de pegar eles para fazer uma persona simples. Em termos bem simples, uma persona é a média de uma pessoa que te segue.

Defina Sua Mensagem e o Tom da Fala

Agora você sabe com quem está falando. É hora de configurar como você vai falar. Isso significa estabelecer a sua voz da marca no Facebook.

Isso não precisa e não tem de ser complicado. Só vai ajudar você a entender como fazer a sua voz da marca nas mídias sociais.

Três Opções de Mensagem e Tom para Considerar

1. Sério

Sua banda é política ou expressa algo conscientizador?

Se for, a linguagem dos millenials ou memes talvez não sejam o melhor para o seu Facebook.

Porém, é possível ser mais formal, profissional, e interessante. Por exemplo, o Dead Fish se comunica de uma maneira um pouco mais formal, mas sem deixar de expôr sua opinião e ser relevante:

2. Casual

Digamos que na sua banda não tenha ninguém muito extrovertido. Como você tornar o seu conteúdo mais “conversativo”?

A Sandy manda muito bem ao equilibrar as expectativas do público dela com o Facebook e a mensagem que a representa:

3. Despojado

Tem mensagem que cabe ser mais descolado e despojado, mais solto. O humor pode funcionar bem. Eu sempre leio os posts do Emicida com a voz hip-hop-yo que ele tem:

Use Arquétipos Literários para Entender Melhor Sua Audiência

Se prepara. Eu falei que iríamos fundo. Mas, se você é um nerd da literatura, isso talvez já faça algum sentido pra você.

Pesquisei no Google e achei no blog da Sara Farinha, a definição que o filósofo Carl Jung faz para os arquétipos literários:

“Nenhum arquétipo pode ser reduzido a uma simples fórmula. Trata-se de um recipiente que nunca podemos esvaziar, nem encher. Ele existe em si apenas potencialmente e quando toma forma em alguma matéria, já não é mais o que era antes. Persiste através dos milênios e sempre exige novas interpretações. Os arquétipos são os elementos inabaláveis do inconsciente, mas mudam constantemente de forma.”

Isso é importante aprender não somente para literatura, mas também para marketing. O Gianluca Fiorelli escreveu um post excelente sobre incorporar arquétipos literários no marketing (em inglês). De acordo com o Fiorelli,

“SER CAPAZ DE DESENHAR UMA PERSONALIDADE DE MARCA BASEADO EM um arquétipo que se conecta inconscientemente com a nossa audiências, é um grande primeiro passo para: lealdade, criação de comunidade, engajamento, conversões.”

Isso tudo soa como as metas que falamos mais cedo para construir sua página do Facebook.

De acordo com o Carl Jung, criador da psicologia analítica, temos 12 arquétipos distintos.

Lá no blog da Sara, também tem as descrições desses arquétipos. E também tem algo sobre o assunto no Literatortura. Sua missão é descobrir qual personagem é mais parecido com você.

Então, trabalhe o conteúdo e mensagem que tem apelo para essa audiência. A sacada aqui é descobrir qual desses descreve melhor sua audiência e se alinha melhor com sua voz da marca.

Por exemplo, se sua música ajuda as pessoas a resolver problemas, eles se encaixam melhor talvez no espectro do Prestativo/Governante/Criador.

Se sua banda fala do cotidiano e é mais pop, talvez seus fãs se encaixem melhor na área de Segurança/Compreensão.

Nunca pensou que teria de pensar assim por sua banda né?

Uma banda focada em mudanças sociais deve se encaixar na inferior direita do diagrama. Se sua meta é construir uma comunidade (família restart), falar com sua audiência pensando que elas estão na inferior esquerda pode ser melhor.

Defina Seu Mix de Conteúdo com 4 Tipos Diferentes de Posts no Facebook

Agora, vamos descobrir que tipo de posts você vai criar. Dependendo dos recursos disponíveis, seus recursos são:

1. Video: O Facebook quer competir com o YouTube. Isto significa colocar muita ênfase em videos. Então não é surpresa que videos tenham muito alcance nessa plataforma.

Você tem duas opções nesse caso:

  1. Postar links de video (do Youtube ou outra fonte).
  2. Subir videos nativamente no Facebook.
2. Dica PRO: Subir video nativamente no Facebook tende a ter mais alcance. Entretanto, isso significa conhecer como fazer seu próprio vídeo.

 

3. Atualizações em Texto: Imagens costumavam dominar o Youtube. Esse pode não ser mais o caso. Um estudo realizado em 2014 pelo Social Bakers mostra que fotos em geral tem menos alcance do que posts com links, posts sem links e videos.

4. Postagem com Fotos: A informação acima não significa que as fotos estejam mortas no Facebook. Também não quer dizer que o alcance orgânico não funciona. Esses são mitos bem comuns. É hora de acabar com eles.

Existe um simples motivo pelo qual recomendamos que continue postando fotos: bom conteúdo é bom conteúdo. E como disse o Jon Loomer:

Se você tem uma foto para compartilhar, é porque tem uma foto para compartilhar. não é porque você quer levar alguém para o seu site (essas são raras excessões). então se eu tenho uma foto das montanhas, eu tenho que necessariamente fazer ela levar para algum link? pra quê?

Pensar o tempo todo no algoritmo do Facebook é tática de tomada de decisão muito ruim. Tem uma foto legal para compartilhar? Vá em frente. Se isso tem valor para sua audiência, isso vai ressoar e ser compartilhado.

Se tem algum link relacionado com a imagem, coloque ele. Mesmo que fotos tenham menos alcance, elas podem ajudar a ter mais engajamento chamando mais atenção.

Links: Fazer curadoria de conteúdo deve ser um componente de toda estratégia de sucesso no Facebook. Isso significa compartilhar links de outras fontes.

Descubra Que Tipo de Posts Usar

Definindo que tipos de post funcionam melhor depende da sua banda. Se vocês são fotogênicos, fotos e vídeos devem ser imprescindíveis. Se sua meta é começar conversas, textos e status podem ser mais efetivos.

  1. Faça um Plano pra começar.
  2. Monitore a performance.
  3. Faça mais do que funciona. Faça menos o que não funciona.

Campanhas x Posts Adhoc x Conteúdo Curado

O melhor é fazer um mix de diferentes tipos de posts no Facebook. Para nossa proposta, podemos quebrar em 3 diferentes categorias:

1. Campanha

Aqui, os posts fazem parte de uma série, uma campanha. São uma série de postagens para promover algum concurso, um show, um lançamento, ou outro conteúdo. Ela também pode fazer parte de uma campanha criativa para construir tráfego engajado. Esse é seu feijão com arroz.

2. Adhoc

“Adhoc” é um termo usado para a expressão “para este fim” ou “para esta finalidade específica”. E são posts livres. Não fazem parte de nenhuma campanha. Porém, eles contam toda a história no mesmo post. Misture eles com seus posts de campanha.

3. Curadoria

São posts de outras páginas ou sites. A curadoria é ótima para compartilhar conteúdo de que sua audiência gosta e encontra valor. Isso vai te ajudar a se posicionar como autoridade (ao invés de só mais uma banda que só fala “vão no meu show”).

Construa uma Programação

Duas perguntas frequentes de todo mundo que usa o Facebook para se promover:

  • “Que horas eu posto no Facebook?”
  • “Quanto eu devo postar?”

Use esses números como pontos de partida. Então, ajuste até achar o que funciona melhor pra você.

Faça o Seu Calendário de Conteúdo

Para fazer isso, você precisa descobrir:

  • Quantas vezes vai postar por dia? Ou por semana?
  • Quantas vezes você vai postar o quê?
  • Qual o número de quais tipos de conteúdos você vai criar?

Nossa recomendação acima, como já dissemos, é um ponto de partida. Contudo, você tem espaço para experimentar aqui. Você também deve garantir que sua mensagem no Facebook é consistente com sua marca entre as outras redes sociais. Usando o calendário de conteúdo ou algum app pode ajudar com isso.

Aqui um exemplo de calendário de conteúdo e como deve parecer:
Esse template de Excel está disponível gratuitamente no Kit de Estratégia de Marketing para Facebook de Músicos incluso nesse post.

8 Dicas de Marketing no Facebook para Executar na Sua Estratégia

Estratégia não é nada sem execução.

1. Video é rei. O Facebook está aumentando cada vez mais a ênfase em videos. Tire vantagem disso. Você não precisa de um filmmaker em tempo integral (apesar que ajudaria). Uma simples câmera de mão ou celular são o suficiente.

2. Mantenha o texto curto. Mensagens curtas geralmente funcionam bem no Facebook. Não precisa ser sempre curto. Contudo, manter os textos entre 1-2 linhas é legal:

3. Posts patrocinados funcionam. Teste diferentes tipos de mensagens orgânicas. Quando encontrar um que está realmente indo bem, dobre o efeito patrocinando eles.

4. Use imagens de qualidade. Se você não tem um designer na sua banda, tente contratar um (se puder). Se não é possível, tente criar você mesmo com ferramentas gratuitas.

5. Engaje. Você não pode se permitir ignorar comentários ou mensagens. Tire tempo para responder. Isso vai te ajudar a se conectar com seu público.

6. Use a foto de capa para o botão CTA. É incrível a quantidade de bandas e marcas que subestimam isso. Esse post aqui do Resultados Digitais mostra um pouco como funciona.

7. Faça sua foto de capa corresponder com sua campanha atual. Olha essa campanha legal do Sambô:

8. Preste atenção para descrição da sua foto de capa. Mais uma vez, isso é subestimado frequentemente. É um ótimo lugar para para colocar uma boa descrição (e um link quem sabe). Olha o exemplo legal da :

9. Fixe posts importantes. Se você quer ter certeza que algo seja visto, fixe no topo da sua página.

10. Entenda as regras para promoção de post no Facebook. Isso é básico. Mesmo assim, nós vemos um monte de bandas quebrando essa regra o tempo todo.

O Facebook não quer ver descrições que parecem anúncios na linha do tempo. Se algo soa como anúncio, então pague por isso. Se você tem algo para vender, então precisa ser criativo.

Você precisa vender sem vender. A chave é fazer com que o post seja interessante e faça a pessoa comprar sem pensar na venda. O Facebook monitora constantemente descriçoões que parecem anúncios e removem. E ainda mais sendo uma banda, não é legal parecer que está vendendo, tipo “Compre agora o meu CD”.

Como Medir a Efetividade da Sua Estratégia de Facebook

Postar conteúdo no Facebook não é suficiente. Você precisa mostrar pros seus colegas de banda porque esse esforço vale a pena. Isso significa ligar a performance do marketing do Facebook com as metas da banda.

Por que Essas Métricas São Importantes?

Curtidas e compartilhamentos geralmente são deixados de lado por serem “métricas de vaidade”. De fato, elas não são tão importantes quanto a venda de um ingresso ou a compra de um disco. Porém, elas não devem ser ignoradas.

Elas permitem que saiba o que os seus fãs querem. Cada curtida ou compartilhamento é uma oportunidade de fazer a conexão entre sua banda e seu fã.

Quais Métricas São Mais Importantes?

Isso vai depender das suas metas. Siga essa cartilha para alinhar a medida com os objetivos da sua banda:

4 Maneiras de Reunir e Mensurar Dados no Facebook

1. Faça uma Planilha

Baixe o Kit com modelos disponíveis nesse post. Fizemos uma planilha de Excel que você pode usar para rastrear a performance dos seus posts. Siga o exemplo que já está na planilha com seus dados.

Usando esse modelo, você vai poder monitorar os dados de engajamento por post. Além disso, isso vai te dar uma visão clara do que funciona. Isso não é muito, mas algumas vezes, soluções simples funcionam.

2. Use o mLabs

O mLabs é uma ferramenta de gestão de redes sociais em que é possível gerenciar várias mídias sociais na mesma plataforma. Além disso, segundo o fabricante, você terá acesso a vários relatórios e gráficos dos resultados alcançados que farão com que consiga tomar decisões mais estratégicas.

3. Use o Next Big Sound

O Next Big Sound é uma plataforma que monitora a taxonomia dos artistas. Ótimo para controlar o andamento das suas mídias sociais e crescimento da sua banda. A gente já falou dele em outro post.

4. Use o Google Analytics

Google Analytics é essencial para medir o tráfego segmentado que vem do Facebook. Já falamos de como usar o Google Analytics também.

Hora de Construir a Sua Estratégia de Marketing para o Facebook

Agora você tem todo o conhecimento e ferramentas para executar sua estratégia de Marketing no Facebook. Não há limites para o que você pode alcançar se aplicar tudo que vimos aqui.

Deixe um comentário dizendo o que você achou desse post ou se tem alguma dúvida específica.

 
No Posts Found
Marketing

O Que um Jornalista Pensa Sobre os Músicos?

No Dia do Jornalista, resolvemos perguntar para alguns desses exímios profissionais o que eles pensam sobre o mercado musical. Respeitamos profundamente o trabalho desses profissionais

 

não vai deixar
seu autógrafo?

cursos gratuitos, networking, materiais de trabalho, diagnóstico, rede social... .. em 1 minutos você cria sua conta, é rápido